Na ponta do lápis: Escritório próprio X Coworking e Escritório Virtual

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Se atualmente você está pensando em investir no seu espaço físico para alavancar os seus negócios ou se já tem o seu próprio escritório, mas tem pensado se é de fato a alternativa mais rentável para a sua empresa, este texto foi feito para você.

Antes de qualquer coisa, você precisa analisar se para o seu negócio é necessário ter um grande espaço físico para armazenar algum tipo de mercadoria e/ou atender ao público. Caso este seja o seu caso, ter o seu próprio escritório certamente é a melhor alternativa.

Mas, se a sua empresa não se enquadra nestes pré-requisitos, a chance de um escritório virtual ou coworking atender perfeitamente as suas necessidades é muito grande.

Vamos para as contas?

Separamos para você, quais os principais custos que precisam ser levados em consideração na hora de analisar o que realmente compensa para a sua empresa. Confira:

Gastos com escritório próprio

O espaço: Aluguel e Condomínio

Sobre este ponto, muitas questões influenciarão no valor final:

– Tamanho do Imóvel (de acordo com o tamanho da sua equipe);

– Localização do Imóvel (em pontos mais estratégicos da sua cidade ou bairros mais afastados);

– Se o imóvel ainda terá o custo adicional de condomínio.

Mobiliário

Agora de escritório com endereço definido, existe a necessidade de equipar o espaço. Certo?

Mesas de trabalho, cadeiras, ar-condicionado (caso o imóvel não tenha) e uma decoração básica são alguns dos itens que certamente você precisará investir.

Estrutura e Manutenção

Água, luz, limpeza do escritório, o cafezinho…

Considere tudo isso na hora de calcular o valor total.

Internet

Para uma boa conexão, que não prejudique a sua rotina de trabalho você não investe menos de R$ 400,00 por mês. Concorda com a gente?

Recepcionista/Telefonista

Sobre este investimento, você precisa pensar se ter um profissional com este perfil é necessário para a sua empresa.

Gastos com os escritórios compartilhados (coworkings)

Você viu anteriormente alguns dos gastos que você teria se alugasse um imóvel próprio para o seu negócio. Agora imagine juntar todas estas despesas e dividir com outras empresas?

Tudo isso é possível quando você opta por este tipo de contratação.

Sem contar que assim você economiza e pode usar essa verba que “sobra”, como capital de giro para o seu negócio.

Além disso, a sua empresa adquire outros ganhos e facilidades (além da economia):

  • Salas de reunião e treinamentos que podem ser locados por hora, diária ou até mensalmente;
  • Endereço fiscal;
  • Ambiente de inovação;
  • Muito networking.

Bacana não é mesmo?

Agora basta você pensar na real necessidade do seu negócio e partir para a ação.

Outra característica dos escritórios compartilhados, é que a contratação do espaço é menos burocrática. Você não precisa ter o intermédio de uma imobiliária e um fiador e o seu contrato pode ser de acordo com o tempo que você realmente precisa, podendo ser por exemplo, de apenas um mês.

Assim, contar com um coworking ou escritório virtual é muito mais fácil e flexível para que você possa tomar todas as decisões referentes ao seu negócio com calma e com uma parceria que visa o crescimento da sua empresa.

Os coworkings estão por todas as cidades do Brasil!

Invista na facilidade e preserve os seus recursos. Vem com a gente!

Fonte: Blog Ancev

Siga-nos nas Redes Sociais

Posts Recentes

Fique atualizado

Cadastre-se em nossa Newsletter

Não enviamos spam, apenas e-mail com matérias, notícias e atualizações do Criciúma Business Center.

Seu escritório pronto, na hora que você precisar.

Fale com nossos consultores e reserve seu espaço no trabalho