Crescimento dos Escritórios Compartilhados no Brasil

Crescimento dos Escritórios Compartilhados no Brasil

No ponto crítico da crise econômica cada empresa foi em busca de soluções para redução de custos mantendo o lucro, sustentação da companhia e o principal, sem afetar na qualidade do produto ou serviço ofertado.
Foi aí que muitos se depararam com o conceito de Escritório Compartilhado/Virtual, ambiente onde o empresário encontra praticidade, redução de custos e tem a vantagem do colaborativismo.
        Os escritórios virtuais oferecem serviço de coworking, atendimento telefônico, endereço para registro de empresa, salas privativas, salas para treinamentos. Tudo isso num valor reduzido e conforme a necessidade do cliente.
        Segundo resultados do Censo Coworking Brasil (2017), observa-se significativo crescimento dos escritórios virtuais; O número de espaços compartilhados, somente para escritórios, aumentou 114% em relação a 2016; segundo dados da ANCEV, Associação Nacional de Coworking e Escritórios Virtuais, da qual CBC é associado, há uma estimativa de que 210 000 pessoas circulam a cada ano por esses escritórios, movimentando 82 milhões de reais.
         Para os empreendedores, aderir ao escritório virtual como seu local de trabalho traz muitas vantagens; a redução de custos, já mencionada anteriormente; a facilidade de ter um local para atendimento sem a burocracia comum; possibilidade de ter um endereço para registro de empresa e contar com a boa localização do escritório para facilitar que os clientes o encontrem.  
         Em Criciúma o CBC atua desde 2008 e no início o conceito era pouco aceito, por ser novidade e por muitos ainda acharem que era indispensável ter um local próprio para ser um profissional sério, passar credibilidade, mesmo que não tivesse necessidade de uma sala comercial própria todos os dias do mês.
        Hoje, graças ao crescimento geral do conceito no país e o esforço para que os profissionais tenham sempre a melhor experiência ao usar o CBC, as pessoas têm aceitado com muito mais facilidade e muitos chegam até nós já com conhecimento da dinâmica da economia compartilhada.

 

Fonte:
ANCEV. REPORTAGEM REVISTA VOCÊ S/A – 9 DE NOVEMBRO 2017 http://www.ancev.org.br/2017/11/14/reportagem-revista-voce-sa-9-de-novembro-2017/

Colaboração: Juliana S. Barreto



Criciúma Business Center

Post por Criciúma Business Center





Travessa Germano Magrin, nº 100 | Ed. Parthenon | Salas 501 e 502
CEP 88802-090 | Centro | Criciúma - SC

(48) 3045-1418

Criciúma Business Center - Todos os Direitos Reservados